Fagioli, da Juventus, reduz pena por envolvimento com apostas esportivas

Investigado por seu envolvimento com apostas esportivas pelo Ministério Público de Turim, na Itália, o meio-campista Nicolò Fagioli decidiu cooperar com o caso a fim de reduzir sua punição.

Conforme relatado pela Gazzetta dello Sport, o jogador da Juventus chegou a um acordo para que sua pena seja atenuada.

Assim, o atleta de 22 anos admitiu sua participação em apostas esportivas, permitindo que sua suspensão do futebol seja reduzida para sete meses.

Fagioli também revelou que enfrenta problemas relacionados ao vício em jogos de apostas e concordou em receber acompanhamento de um psiquiatra para tratar essa questão.

Caso fosse condenado à pena máxima, o meio-campista poderia ficar afastado dos campos por mais de três anos.

Isso representaria um grande prejuízo para a Juventus, que já perdeu o meio-campista francês Paul Pogba nesta temporada devido a um caso de doping.

Além de Fagioli, o volante Sandro Tonali, do Newcastle, e o meia Nicolò Zaniolo, do Aston Villa, também foram investigados na Itália por seu envolvimento com apostas esportivas.

Tonali optou por admitir sua ligação com o caso, enquanto a defesa de Zaniolo nega qualquer conexão.

Fagioli reduz pena através de acordo por apostas esportivas

Revelado nas categorias de base da Juventus, Nicolo Fagioli ganhou espaço no time principal nas últimas temporadas e chegou a ser convocado para a seleção da Itália em 2022.

Ele disputou 45 jogos, marcou três gols e deu seis assistências pela equipe.

O departamento de justiça da Federação Italiana de Futebol (FIGC) oficializou esta terça-feira a sanção ao atleta italiano Nicolò Fagioli, da Juventus, suspenso sete meses por apostas ilegais, tendo ainda de pagar uma multa e sujeitar-se a terapia.

Os cinco meses em que não cumprirá pena são substituídos por aparições públicas e outro trabalho comunitário, além de um “plano terapêutico de pelo menos seis meses de duração” que terá de cumprir.

Fagioli admitiu ter apostado em jogos de futebol, sem que estivesse implicado nos mesmos, o que é proibido, tendo colaborado e reconhecido um vício ao jogo, falhando agora toda a temporada na Juventus.

Nota Oficial da Federação Italiana:

“O Ministério Público Federal chegou a um acordo (nos termos do art. 126 CGS) com o jogador de futebol Nicolò Fagioli, após o qual ele será sancionado com uma suspensão de 12 meses, sendo que 5 desses meses serão convertidos em atividades alternativas remuneradas, e uma multa de 12.500 euros, por violação do art. 24 da CGS, que proíbe a realização de apostas em eventos de futebol organizados pela FIGC, UEFA e FIFA.

Em relação às medidas alternativas, Fagioli será obrigado a participar de um programa terapêutico com duração mínima de 6 meses e a frequentar um mínimo de 10 reuniões públicas, que serão realizadas em um prazo de 5 meses, em associações esportivas amadoras, centros territoriais federais ou centros de reabilitação para dependência de jogos de azar, de acordo com as orientações e programa propostos pela FIGC.

O Ministério Público Federal supervisionará o cumprimento destas obrigações e, em caso de violações, tomará as medidas cabíveis, conforme previsto na CGS, incluindo a rescisão do acordo e a continuação dos procedimentos disciplinares perante os órgãos judiciais do esporte.”

isabella da silva
isabella da silva

Table of Contents

Must Read