O herói da Supercopa de Madri, Vinicius, "não é santo", mas está tentando melhorar

Depois de levar o Real Madrid a uma goleada de 4 a 1 sobre o rival Barcelona na final da Supercopa da Espanha, ontem, na Arábia Saudita, Vinicius Junior admitiu que “não é santo”.

O ala brasileiro de 23 anos é frequentemente criticado pelos rivais pela facilidade com que derruba os adversários, pelos confrontos com os árbitros e pelos dribles que os degradam.

Ronald Araújo, zagueiro do Barcelona, foi expulso após receber dois cartões amarelos por fazer uma falta em Vinicius.

No segundo tempo, jogadores e funcionários do banco do Barcelona, principalmente o meio-campista Sergi Roberto, pareciam ter entrado em uma discussão com Vinicius.

“Estou muito triste porque todos querem brigar comigo porque sabem que isso vai sair na mídia”, disse Vinicius aos repórteres após o jogo.

Buscando a excelência em campo

“Tento dar toda a minha atenção aos meus companheiros de equipe durante o jogo, mas não sou perfeito – às vezes falo demais ou driblo quando não deveria, mas estou aqui para melhorar.

“Quero melhorar, e o técnico e meus companheiros de equipe estão me ajudando a ver o que precisa ser feito.”

O técnico Carlo Ancelotti, do Real Madrid, afirmou que Vinicius estava cansado quando foi substituído no final do jogo.

O italiano disse aos repórteres: “Eu tirei Vinicius por todo o esforço que ele fez, não para evitar problemas”.

“Eu o tirei para os dez minutos finais.” Vinicius precisa cumprir suas obrigações, que incluem empolgar a torcida e trazer títulos para o Real Madrid.

Para se vingar dos catalães por terem perdido a final da Supercopa no ano anterior, o Real Madrid arrasou seus adversários, com Vinicius sendo de longe o melhor jogador em campo.

Com seus três gols contra o Barcelona, o total de gols do brasileiro dobrou para seis em 16 jogos.

Vinicius comemorou seu primeiro gol da mesma forma que o ex-atacante do Real Madrid e maior artilheiro da história do clube, Cristiano Ronaldo, que atualmente joga na Arábia Saudita.

Vinicius comentou: “A comemoração foi para o Cris porque ele é meu ídolo e está jogando aqui”.

“Estou extremamente feliz com o que conseguimos hoje. O povo da Arábia Saudita tem um lugar especial no meu coração.”

“Fizemos um jogo quase impecável hoje, e é muito difícil vencer o Barcelona por 4 a 1.” AFP

isabella da silva
isabella da silva

Table of Contents

Must Read